in

‘Mesmo com remédio, ele não dormiu. Aí, acabei fazendo o que fiz’: a confissão da mãe de Rafael

A última versão dada por Alexandra Dougokenski aos investigadores, quando mãe admite matar Rafael com uma corda de varal.

Gaúcha

Nesta sexta-feira, 3 de julho, o site Gaúcha revelou o depoimento final de Alexandra Dougokenski, 33 anos. A mãe do menino Rafael, de apenas 11 anos, confessa nesse depoimento que tirou a vida do filho propositalmente. Inicialmente, Alexandra dizia que teria dado remédios ao filho e que, sem querer, ele acabou falecendo. Agora Alexandra confirma que usou uma corda de varal para arrastar a criança. 

Publicidade

O menino ainda estava vivo quando teve a corda enrolada no pescoço. Alexandra arrastou o corpo do filho até uma casa vizinha, que estava sem os donos por esses estarem em viagem. Iniciada por homicídio qualificado e outros dois crimes, a mãe de Rafael confirma que a falta de paciência teria sido o que motivou ela a tirar a vida do filho.

Alexandra, segundo a polícia, era metódica e controladora. Mesmo com Rafael sendo um menino tímido e comportado, tudo o que ele fizesse que a desagradasse poderia levar à uma punição. O site Gaúcha confirmou alguns trechos do último e esclarecedor depoimento de Alexandra à polícia. 

Publicidade

Ela relata como foi a última noite ao lado do filho e o porquê ela decidiu assassiná-lo. “Naquela noite, meu filho estava muito agitado, estava assim já há alguns dias, acabei dando remédio para ele. Mesmo com o remédio, ele não dormiu. Ele ficou acordado até tarde. Aí, acabei fazendo o que fiz”, contou a mãe de Rafael. 

Publicidade

A confissão de Alexandra ocorre depois de muitas mudanças. No início das investigações, a mãe de Rafael dizia que o filho estava desaparecido e pediu até ajuda a programas de TV para encontrá-lo.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.