in

‘Nos meus pesadelos, vejo Miguel estirado no chão’: doméstica quer justiça, após morte do filho

Um mês após a morte de seu filho de 5 anos, a empregada doméstica Mirtes Renata diz passar seus dias sonhando em reencontrar Miguel.

Marie Claire

Nesta quinta-feira, 2 de julho, Mirtes Renata, a mãe do menino Miguel, deu uma entrevista ao site da Revista Marie Claire, no qual fala sobre o um mês sobre a morte do garoto, que tinha apenas cinco anos de idade. Miguel, que estava sob os cuidados de Sari Corte Real, acabou caindo do nono andar do prédio onde a mãe trabalhava. 

Publicidade

Mirtes conta que tem pesadelos com filho morto, um mês após a morte de Miguel

Um mês após o filho morrer, Mirtes, que no momento do acidente estava passeando com o cachorro de Sarí, conta que ainda tem pesadelos com o filho morto. Ele era filho único da doméstica. O passo a passo até encontrar o filho estirado no chão, até levá-lo ao hospital e, posteriormente, confirmar sua morte, continua passando pela cabeça da mãe da criança. 

Mirtes diz que tenta sonhar com um final feliz e poder ver o filho vivo novamente, ainda que seja durante o sono. No entanto, isso não aconteceu 

Publicidade

“Não consegui sonhar com o meu filho ainda. Quer dizer, nada de bom. Só me vêm os pesadelos com o momento que eu o encontrei no chão. Aquele momento de desespero ainda me dói demais e sempre passa pela minha cabeça, até quando estou dormindo”, disse ela, que continuou a lembrar essas cenas dramáticas.

Publicidade

“Nos meus pesadelos, vejo Miguel estirado no chão”, disse Mirtes, que diz querer justiça. Nessa semana, ela chegou a ir até à porta da delegacia, onde Sari Corte Real prestou depoimento. O objetivo da mãe de Miguel era ficar cara a cara com a ex-patroa. Ela conseguiu e disse que Sari demonstrou grande frieza no caso. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.