in

Santa Catarina: ciclone atinge andaime com trabalhadores

Ciclone que atingiu a cidade pegou todos de surpresa e cidade ficou em destroços

Bhaz

O estado de Santa Catarina viveu uma tarde de medo, depois que um ciclone seguido por uma tempestade atingiu o estado, nesta terça-feira, 30. Segundo informações do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil, as rajadas de vento deixaram muitas casas destelhadas, derrubou árvores e deixou muitas cidades sem energia elétrica. 

Publicidade

Santa Catarina: ciclone atinge andaime com trabalhadores

A grande preocupação da defesa civil foi com o resultado do estragado gerado na cidade e com as possíveis vítimas no local. Até a madrugada desta quarta, segundo informações do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC), três pessoas haviam perdido a vida por conta do ciclone. As vítimas foram afetadas em locais diferentes, uma idosa de 78 anos morreu decorrente ao impacto de uma árvore que caiu sobre ela em Chapecó, um homem que sofreu uma descarga elétrica de alta tensão em Santo Amaro da Imperatriz e, uma pessoa ainda não reconhecida também encontrada nos destroços em Tijucas.  

Publicidade

Publicidade

Existem vítimas desaparecidas, mas a defasa civil ainda está apurando o número exato de possíveis mortos.

Alguns vídeos e imagens postados em redes sociais de trabalhadores que estavam em um andaime no alto de um prédio vem chamando a atenção. Os homens foram surpreendidos pelo Ciclone Bomba, no momento em que trabalhavam. Os vídeos divulgados mostram a força do vento e o desespero das pessoas que acompanhavam toda a cena de terror.

Publicidade


Ciclone que atingiu a cidade pegou todos de surpresa e cidade ficou em destroços 

A meteorologia informou que nesta quarta-feira (01), a pressão do ar cairá exatamente no meio do ciclone e nas proximidades da Região Sul, as rajadas de ventos podem chegar entre 60 e 80 km/h e nas cidades do sul e leste, o alerta será de possíveis rajadas podendo chegar a 100km/h.

O fenômeno é uma espécie de ciclone extratropical formado em latitudes médias e distante dos trópicos, ainda mais intenso em Florianópolis e Balneário Camboriú. A passagem do Ciclone Bomba deixou um rastro de destruição e o estado ficará em alerta no prazo de 24h.

Publicidade
Publicidade
Publicidade