in

Popularidade em queda: pesquisa mostra que maioria é a favor do impeachment de Bolsonaro

Dados coletados pela consultoria Atlas Político mostram que os eventos recentes em Brasília colocaram a popularidade de Jair Bolsonaro em queda.

Carolina Antunes/PR

Após a polêmica instaurada em Brasília com a demissão do então ministro da Justiça, o ex-juiz Sérgio Moro, uma pesquisa aponta que a maior parcela dos brasileiros é favorável a um eventual processo de impeachment do presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido). Os dados foram levantados pela consultoria Atlas Político, divulgados pelo jornal El País Brasil.

Publicidade

Popularidade de Jair Bolsonaro em queda

Conforme a pesquisa, cerca de 54% dos brasileiros é favorável a uma cassação do mandato de Jair Bolsonaro. No caminho oposto, a popularidade de Sérgio Moro segue cada vez maior, sobretudo após a série de informações por ele vazadas, apontando irregularidades na conduta de Jair Bolsonaro no cargo em que ocupa.

Ainda conforme os dados coletados entre os dias 24 e 26 de abril, a popularidade de Sérgio Moro é grande, estando 57% dos brasileiros favoráveis à maneira pela qual o ex-juiz conduziu suas funções enquanto esteve no ministério da Justiça. Dentre os ministros de Jair Bolsonaro, ele só perde para Luiz Henrique Mandetta, ex-ministro da Saúde, cuja aprovação é de 63%.

Publicidade

Jair Bolsonaro tem popularidade pior do que Lula

A popularidade do presidente da República segue em baixa. Os dados confrontados pela consultoria Atlas Político mostram que a avaliação negativa de Jair Bolsonaro é pior do que a do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Ele possui 64,4% de desaprovação contra 30% de aprovação. Já o opositor político, réu na Lava Jato, soma 60% de desaprovação e 29% de aprovação.

Publicidade

Confrontando dados com meses anteriores, 49% dos entrevistados consideram o governo de Jair Bolsonaro como ruim ou péssimo. No mês anterior, março, o número era de 41%. Enquanto isso, os eleitores que consideram Bolsonaro como ótimo ou bom eram 26% em março, e agora são 21%. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Escrito por Henrique Furtado

Henrique Furtado é um redator com vasta experiência no jornalismo online. Solidificou sua carreira com coberturas marcantes sobre os principais acontecimentos no Brasil e no mundo ao longo da última década. Suas especialidades englobam desde os bastidores da política, versando por esportes, atualidades e, claro, tudo o que acontece no mundo dos famosos. Está sempre ligado para entregar, em primeira mão, as últimas novidades para os seus leitores, 24 horas por dia, 7 dias por semana, 365 dias por ano.

Contato: henriquefurtado.jornalista@gmail.com