in

EUA oficializam acusação contra Maduro e definem prêmio milionário por sua captura

Valor a ser concedido por informações que levem a prisão de Maduro chega a aproximadamente 80 milhões de reais.

Foto: Senso Incomum

Nicolás Maduro, ditador venezuelano, está literalmente com sua cabeça a prêmio. Oficialmente acusado de narcoterrorismo pelo governo dos Estados Unidos da América, os agentes de Trump oferecem agora um prêmio de US$ 15 milhões para quem reunir informações que levem a prisão do ditador. Na atuaal cotação o valor se aproxima de 80 milhões de reais.

Publicidade

EUA afirmam que Maduro fez conspiração com a Farc, com a intenção de enviar grandes cargas de cocaína para solo norte-americano. Após o anúncio formal da denúncia, foi oferecida a recompensa por informações que levem a captura do líder chavista.
A acusação afirma que Maduro tem participação em organização terrorista criminosa, extremamente violenta, e que objetiva fazer dinheiro ‘inundando’ os Estados Unidos da América em cocaína, segundo as palavras do procurador norte-americano William Barr.

Tentativas frustradas anteriores

Brasil e Estados Unidos, no primeiro ano do governo do presidente Jair Bolsonaro, aumentaram as sanções e o controle de fronteira dos aliados da Rússia. Na ocasião, houve uma forte tensão entre os países e o mandatário norte-americano ‘destituiu’ Maduro do cargo ao dizer que os EUA não reconheciam o chavista como líder.

Publicidade

Juan Gauidó, com apoio dos EUA, se auto declarou presidente interino da nação venezuelana em 2019, na tentativa de aumentar a pressão sobre o regime chavista, mas apesar dos bloqueios de fronteiras e sanções mais apertadas, o governo ditador de Maduro continuou, na medida do possível e em meio a conflitos, subsistindo no caos.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade